terça-feira, 28 de abril de 2009

As grávidas e as viagens de avião




Quais os riscos para o bebé, de uma grávida viajar de avião?



Existem?
O que se sabe, em termos científicos, é que as viagens de avião não constituem risco para o feto.

Os eventuais problemas que possam surgir dizem respeito, isso sim, às grávidas.
Assim, se está grávida e pretende viajar de avião, considere o seguinte:

- em primeiro lugar, veja com o seu médico de família ou obstetra se tem alguma contra-indicação para a viagem.
Andar de avião, mesmo nos mais pressurizados, é como estar a alguns milhares de metros de altitude.
Isso provoca alterações da oxigenação, o que pode interferir com a circulação em pessoas que têm anemia ou outros problemas relacionados com a gravidez

- se não houver propriamente uma contra-indicação, deverá tomar alguns cuidados para que a viagem seja o mais agradável possível: use roupa larga, confortável, e sapatos largos também (há uma tendência para os pés incharem, em qualquer pessoa, e muito mais numa grávida);

- prepare-se para mudanças térmicas (os ares condicionados dos aeroportos e dos aviões estão muitas vezes exageradamente no “quente” ou no “frio”;

- não fique sentada todo o tempo.
Logo que possível, levante-se e dê alguns passeios no corredor, e faça isso de quando em quando;

- beba bastantes líquidos, porque o ar dos aviões é geralmente muito seco. Evite comer amendoins e aperitivos salgados, que vão aumentar a sede.
Aliás, poderá optar por uma refeição leve (terá que pedir quando faz a reserva do vôo), porque é geralmente mais fresca e adequada a uma grávida.

O segundo trimestre é o mais adequado a viagens, porque o corpo já se estruturou, funcionalmente, para a gravidez, e ainda não tem o volume e as alterações vasculares dos últimos meses.
Por outro lado, as companhias aéreas já não aceitam transportar grávidas no último ou últimos meses, dado que pode acontecer um parto prematuro, com todas as complicações inerentes.



Isso é uma reportagem da Revista Crescer, que copiei. Agora vamos as minhas considerações:

EU:
Eu não viajava desde que engravidei: setembro/08.
Viajei agora em 01 de abril, ontem aos 27 de abril.
A minha líder me encheu de medo quanto o pressurização do avião fazer mal ao bebê.
A Dra Malu me disse que essas histórias sobre viajar de avião é lenda!
Enfim, fui!!!!

O que eu senti?
Senti diferença sim!
Sou super de boa com viagens de avião. Mas há diferença, sim! Pra mim, o neném sente algo....
A barriga endurece, o bebê não para quieto, a sensação não é aquelas coisas.....
Tipo, alguma coisa acontece..... mas não sei exatamente o que.

A TAM:
A TAM permite que vc viaje ate as 34 semanas sem restrições.
Mesmo assim fui a médica, fiz uma avaliação, e peguei a autorização.
Dia 01 de abril eu viajei de TAM.... e eles não me pediram nada. Mal olharam pra mim.
Avisei no guichê: estou gestante.
Eles: Ah tá!

Não te dão a mínina!
Nem um travesseirinho, nadinha!!
E vc não reivindicar pra se sentar na primeira fileira (de poltronas mais espaçosas) vc vai pro apertadinho sem dó.

A GOL:
A GOL é cheia de restrições. Sem autorização medica, só se pode viajar até as 28 semanas.
Eu fui ontem de GOL, as 33 semanas.
Vc apresenta atestado, preenche um termo de compromisso.
Até chegar na aeronave, apresenta seu atestado e termo pro saguão inteiro.
Quando sobe na aeronave, eles imediatamente te convidam pra sentar nas poltronas espaçosas. Se vc naõ quer e vai pras poltronas comuns, eles vão toda hora saber se vc está bem.
Pra usar a GOl é bem rigoroso, mas o atendimento perfeito.

Qual eu gostei mais?
Mesmo com o lanchinho mais fraco, preferi a GOL. Pois me senti mais amparada!
E o preço? Metade do valores da TAM.... com direito a uma atenção especia. Vale a pena!


CURIOSIDADE:
Se por acaso, a mulher entrar em trabalho de parto, e ter seu bebê dentro da aeronave, a companhia aérea deixa a mãe e a criança livre para viajar de graça pelo resto da vida.




7 Comentários:

Estamos Grávidos disse...

QUe interessante Dani!
Bom vc informar esta diferença de tratamento e seriedade com as grávidas que vão viajar de avião! E, como vc disse, o mais barato mostrou mais qualidade e mais respeito à condição de gestante. Muito legal isso!
Bem, mas agora vc vai sossegar geral ne!!!?
Beijos pra vc e na barriguinha!!

Dany morais disse...

adorei o post.
parabesn

Liza disse...

Ola preciosa. sempre estou dando uma passainha por aqui meio q na moita rsrs.gosto muito do seu cantinho.Menina aqui na Espanha as companhias nao permitem viajar depois das 35 semanas, e mesmo antes é obrigatorio levar o autorizaçao medica,e assinar um termo de resposabilidade.Eu mesmo viajo desde o inicio da gravidez com 8 semanas fui p o brasil 10h de voo, me sentia estranha e tambem algumas colicas do inicio da gravidez e tambem por motivo de trabalho e trabalho em uma companhia a aerea, mas a aprtir das 35 semanas nao posso mais viajar,.Concordo com vc q tem diferença sim, eu tambem sinto a barriga dura as vezes. Aqui o atendimento em quase todas as companhias é muito bom com as gravidas.Linda um beijo grande p vc.Te deixo aqui meu link p se quizer me fazer uma visita qualquer dia.http://liza-bellaysaludable.blogspot.com/

beijos.

Anokax disse...

BOA!! VOu ver se programo as coisas para ir ter a minha miuda na TAP lololol
BEIjocas grandes

BLOG DA NANDA disse...

TEM SELINHO PRA VC LÁ NO MEU BLOG


BEIJOS.

FF.

Thales disse...

Olá Dani adorei seu blog, estou no 2° periodo do curso de Ciências Aeronâuticas, seu depoimento sobre as empresas aéreas na matéria "As grávidas e as viagens de avião" me ajudaram muito em um trabalho de medicina aeroespacial. bjo, obrigado e parabéns pelo Emanuel.

Thales Magalhães

teka disse...

olha gostei das dicas , do teu blog porque nao tinha serteza de com poderia ser a viajar com minha esposa, agora so me basta viajar e ver como core a viagem, mas antes vamos ao medico. obrigado.

Related Posts with Thumbnails

Meu Orkut

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Receba atualizações no seu e-mail!

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO  

BlogBlogs.Com.Br