terça-feira, 12 de maio de 2009

Streptococcus na gestação


MENINAS, EXISTE UM EXAME GESTACIONAL CHAMADO CULTURA DE STREPTOCOCCUS (famoso por passar um cotonete na vagina e no ânus) QUE POUCOS GINECOLOGISTAS E OBSTETRAS PEDEM.

E É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA.


EU FIZ O MEU SEMANA PASSADA E ESTOU AQUI, APAVORADA COM O RESULTADO NAS MÃOS: POSITIVO.


COMO O BLOG NÃO É APENAS TROCAR FIGURINHAS, MAS INFORMAÇÕES IMPORTANTES; FIZ UMA PESQUISA SOBRE O ASSUNTO E ESTOU POSTANDO PRA VCS.


EU TENHO CONSULTA QUINTA, ONDE A G.O ME ESCLARECERÁ MELHOR A MINHA SITUAÇÃO AGORA, DEPOIS DESSE TAL POSITIVO.

POSSO ESTAR SENDO PRECIPITADA, MAS PRECISO ADMITIR: ESTOU APAVORADA!!





Infecção por Streptococcus na Gestação



Na gestante, GBS pode causar infecção urinária e uterina (endometrite, amnionite) e óbito fetal.

Alguns são apenas portadoras do GBS e não desenvolvem doença, são consideradas colonizadas por GBS.

Estima-se que 15 a 40% das gestantes sejam colonizadas por GBS no reto ou vagina.

40 a 70 % das vezes o feto de gestantes colonizadas pode ser contaminado antes ou durante o parto.
GBS é a causa mais comum de infecção com risco de vida para o neonato, com alta morbidade e mortalidade. O uso do consenso para prevenção de doença perinatal por GBS levou a diminuição importante na incidência desta doença nos primeiros 7 dias de vida.

GBS é a causa mais comum de sepse e meningite no recém-nascido e também causa freqüente de pneumonia. Antes das estratégias de prevenção serem amplamente utilizadas nos Estados Unidos, aproximadamente 8 mil fetos/ano tinham infecção por GBS.


Um em cada 20 conceptos com GBS morrem desta infecção, aqueles que sobrevivem, particularmente os que tiveram meningite, podem ter problemas a longo prazo.



Rastreamento para GBS na gestação
Portadoras de GBS podem ser identificadas durante a gestação através da colheita de swabs vaginal, perineal e retal para cultura especial.

O obstetra deve colher os swabs no final da gestação (35-37 semanas) do introito vaginal, região perineal e peri-anal; culturas colhidas mais precocemente não podem predizer se a gestante estará colonizada no parto.


Uma cultura positiva significa que a gestante é portadora de GBS - e não que ela ou seu concepto ficarão doentes.


Não devem ser dados antibióticos orais antes do parto para as mães colonizadas porque, neste momento, antibióticos não são capazes de previnir a doença por GBS no recém-nascido. Uma exceção é quando GBS é detectado na urina.

Neste caso, a mãe deve ser tratada no momento do diagnóstico.

Conhecer as portadoras de GBS na vagina ou no reto é importante no momento do parto - quando os antibióticos são efetivos na prevenção da transmissão.






São consideradas gestantes de alto risco para transmissão de GBS:
1. Trabalho de parto antes de 37 semanas de gestação (mesmo com membranas íntegras)
2. Gestação a termo com bolsa rota, com trabalho de parto em tempo superior a 18 horas.
3. Febre inexplicada durante o trabalho de parto
4. Infecção fetal por GBS em gestação anterior
5. Infecção do trato urinário por GBS presente ou passada



PROFILAXIA PARA GBS
1. Pode ser feita dando antibióticos intravenosos para a mãe durante o parto nas seguintes condições:
A. Toda gestante que teve um filho prévio com doença por GBS ou que teve infecção urinária por GBS.
B. Gestantes portadoras de GBS (cultura positiva) devem receber antibióticos no momento do parto ou ruptura de membranas.
C. Gestantes de alto risco sem rastreamento prévio.


2. Anti-sepsia do canal de parto com gluconato de clorexidina: tem excelente ação sobre germes gram-positivos e baixa toxicidade.

Pode ser feita pela irrigação vaginal de clorexidina e repetida a cada 6 horas até o nascimento ou pelo uso tópico de solução aquosa de clorexidina vaginal durante o trabalho de parto.

O seu uso parece ser benéfico para evitar a doença precoce do recém-nascido causada pelo GBS.




RISCO X BENEFÍCIO DO USO DE ANTIBIÓTICO PROFILÁTICO:


Uma gestante de baixo risco colonizada por GBS tem as seguintes chances:
• 1 chance em 200 de ter um filho com doença por GBS se não receber antibióticos.
• 1 chance em 400 de ter um filho com doença por GBS se antibióticos forem dados.
• 1 chance em 10, ou menor, de experimentar uma reação alérgica leve à penicilina.
• 1 chance em 10000 de desenvolver uma reação alérgica grave - anafilaxia - à penicilina



INFECÇÃO DO CONCEPTO
Aproximadamente um a cada 100 a 200 recém-nascidos de mães colonizadas por GBS desenvolvem sinais e sintomas da doença.

A doença ocorre na primeira semana de vida em 75% dos casos (doença de início precoce) e a maioria destes casos se apresenta nas primeiras horas de vida.
Os problemas mais freqüentes são meningite, sepse e pneumonia.


Os bebês prematuros são mais suscetíveis à infecção por GBS do que bebês a termo, mas a maioria dos bebês infectados por GBS são a termo.
Outras formas de contaminação provavelmente tem origem hospitalar: outros recém-nascidos ou equipe de enfermagem e correspondem de 15 a 46% dos casos.
A doença pode se desenvolver (mais raramente) em bebês com mais do que uma semana ou meses de vida (doença de início tardio), sendo a meningite mais comum de ocorrer nestes casos. Nesta situação, somente metade dos bebês são filhos de mães colonizadas por GBS; as demais fontes de infecção são desconhecidas

21 Comentários:

Fraldas e Mamadeiras disse...

Nossa, é realmente de ficar assustada, a porcentagem dita neste texto é alta e me assustou também.
Mas, com certeza deve ter alguma solução pra isso.
Não fique tão apavorada, Deus fará tudo dar certo!!
Bjos

Adriana disse...

Oi! esse exame é uma éca, mas foi muito bom sua gineco ter pedido e vc ter visto o resultado a tempo. A equipe que fará seu parto estará preparada para lhe ministrar antibioticos antes do bb nascer e assim não correr o risco de contaminar seu filho.
Ah, o perigo só vale para parto normal, se vc tiver uma cesária marcada o risco é zero.
Sua gineco saberá o que fazer, não fique preocupda.
Parabéns pelo bb!!!
beijinhos

Bárbara disse...

Oi, de blog em blog cheguei aqui, e vi que seu blog não é só trocar figurinhas é tambem informar, e achei muito legal isso.
Mas ainda vou ficar por aqui lendo um pouquinho mais, e espero que vc nos visite tambem !
Feliz dia das mães!

Bjos

Dany morais disse...

lembra q fiz um post sobre isso?kkk
foi ate bom vc falar disso, nao peguei o resultado ate hj aff..
na data de pegar o resultado, o jv nasceu hihi
mais sua go vai ter uma soluçao. nao se assuste. bjim

Débora disse...

Eu concordo com as meninas. Com certeza a GO vai saber o que fazer.
Não te preocupa!
Ainda mais se vc fizer cesárea.

Bjinhos, obrigada pela visita lá no blog!
=*

Adriana disse...

Oi!
Olha, eu não tive a bactéria, fiz o exame por insistencia porque como eu ia fazer cesária programada a minha médica disse que eu não precisaria fazer. Mas grávida quando põe uma coisa na cabeça ninguém tira né? lí sobre o assunto e fiz o exame.
Olha, parece que só tem perigo de transmitir na cesária se a bolsa estourar e vc ficar algumas horas em trabalho de parto antes de partir pra cesária.
Converse e confie na sua gineco, é ela quem vai fazer seu parto? tenho certeza de que ela e o pediatra do bebê saberão como agir!
Ser mãe é isso mesmo, vc vai ver que mesmo depois que seu filho nasceu vc SEMPRE estará com uma pulga atrás da orelha!
bjs e depois nos conte o que sua médica te falar!

Jêh! disse...

olha ....que coisa isso hein??
Também fiquei assustada !
Mas seu GO vai saber o que fazer...
Vai dar tudo certo!!!
Bjão

sarah_castroc disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
gledson@nice.com disse...

Que bom que seu go pediu este exame,pois faz exatamente 1 ano e 3 meses que meu bebê faleceu de meningite e sepse por esta doença com apenas 17 dias,por falta da minha obstetra achar que não era necessario o exame,sofro até hoje por esta fatalidade,hoje estou gravida novamente de 34 semanas e pronta pra fazer o exame e já apavorada com o resultado,mas Deus sabe de todas as coisas.Boa sorte

deda disse...

eu tive esta bacteria na minha gestação e não sabia tive minha filha mais ela só ficou comigo tres dias nasceu na segunda e morreu na quarta ja faz tanto e hoje fiz o exame estou com esta bacteria ja a sete anos...gostaria de saber se tem cura?

tati disse...

eu estou gravida de 28 semanas e em breve vou fazer este exame estou com medo este exame encomoda para fazelo? me responda por favor bjos meu nome e tati

Karina Marillac disse...

Tati, eu fiz esse exame pela urina, e deu positivo, meu medico me passou antibiotico, estou de 5 semanas, não demore para fazer, faça o quanto antes...
Bj

FELICITA disse...

Na minha primeira gravidez tive essa bactéria e não sabia ,quando ele nasceu ele se contaminou e quase morreu de pneumonia ficou 15 dias internado foi por pouco.Agora estou de 30 semanas e pronta para fazer o exame para detectar se a bactéria esta reagente estou pedindo a Deus o livramento desse mal é muito bom se precaver contra essa bactéria que não é brincadeira.

Ina disse...

Estou gravida de gemeos com 35 semanas e meu exame deu positivo, minha médica disse para eu não me preocupar, pois vou fazer cesária e serei medicada, mesmo assim isso me assustou.
Alguém sabe como se pega isso?

bju

Ina

Adri disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adri disse...

Estou com 32 semanas e foi detectado através do exame de urina que estou com esta bactéria, já estou tratando com antibiótico. Mas nada de se apavorar, meninas, casos extremos não devem ser parâmetros.

Michelle Lemes disse...

Oi tudo bem??
Estou gravida de 37 semanas, e o meu exame também deu positivo!!! Estou apavorada!!!
Seu bebê já nasceu?? O que seu GO falou??

Beijos

Sweet Dreams disse...

Eh realmente assustador,mas lendo direito; nao eh pq vc porta gbs q vc ou seu bb correm risco. Minha medica disse q caso eu seja portadora eh importante saber pq antes do part, eu tomo uma vacina. E o bbnasce tranquilamente. Calmaaa meninas. Nao eh o fim do mundo!

Luana Tedesco disse...

alem do remédio se caso for cesarea tbm não tem risco..não se apavore , fique calma. essa bactéria vem do intestino se não me engano.

Siana Bastos disse...

EU TB ESTOU COM ESSA BACTÉRIA E GOSTARIA DE SABER SE SEU BB NASCEU SAUDÁVEL? BJJ

ellen vianna disse...

ola ganhei meu filho tem dois meses , após o parto que foi cesariana descobri que eu tinha essa bactéria e que me filho contraiu essa bactéria também , após algumas horas ele foi pra uti e ali ficou 5 dias e faleceu . eu nem sabia que estava com essa bactéria nem sabia da sua existência, gostaria de saber se eu posso transmitir essa bactéria em uma possível gravidez e se essa bactéria tem cura? agradeço se alguém puder responder beijos

Related Posts with Thumbnails

Meu Orkut

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Receba atualizações no seu e-mail!

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO  

BlogBlogs.Com.Br